Pular para o conteúdo principal

5 dicas de como elaborar um bom artigo


Olá pessoal, tudo bem com vocês? Eu estou enlouquecendo em meio aos diversos seminários e artigos, mas confesso que também amando essa vida, e hoje estou aqui para compartilhar algumas dicas que poderão auxiliar vocês no momento de elaborar um artigo.
Ao iniciar um artigo, é importante que você tenha afinidade com o tema, e que o mesmo seja relevante, tanto para a academia como para a sociedade. Atualmente no Brasil, ocorre um grande debate a cerca deste problema, pois existe uma enorme exigência para com os acadêmicos em relação à grande produtividade de artigos científicos, fazendo com que, maior parte desta produção seja apenas mais uma somatória dentre outros trabalhos realizados.
Bom, mas para iniciar um artigo você deve:

1. Definir um tema
A escolha do tema é um momento bem importante, pois será sobre ele que você vai estudar e falar muito, e pensar constantemente. Sendo assim, aconselho que, no mínimo, você goste e tenha grande afinidade com o assunto.

2. Ler muito
A leitura causa um impacto direto no artigo, em que, quanto maior o conhecimento e domínio do autor sobre determinado assunto, maiores são as chances de atingir os objetivos da pesquisa.
Uma dica é não se prender apenas em estudos e conteúdos brasileiros, pois hoje temos diversos recursos na internet para fazer traduções, permitindo acesso a um enorme acervo mundial de produções científicas.

3. Não procrastinar e estipular metas
Sabe aquele jeitinho brasileiro? Ou então, amanhã eu faço! Seja disciplinado consigo mesmo, e faça um cronograma com as atividades a serem realizadas. Evite acumular tarefas.

4. Ter atenção com as fontes bibliográficas
Muito se discute sobre o rigor utilizado nas produções científicas. Questões de plágios e veracidade de informações permeiam a todo instante Nas academias do Brasil inteiro. 
Busque sempre autores renomados, no qual possuem propriedade no que falam e informam. Evite retirar qualquer notícia da internet sem saber a veracidade da informação.

5. Ser humilde e aceitar críticas
Não somos donos da verdade! Apenas cientistas levantando tijolinhos para construção do conhecimento, no qual cada um possui sua importância.
Cada indivíduo possui uma maneira de ver e um ponto de vista diferente, e seja qual for, deve ser respeitada. Devemos entender a crítica como um ponto positivo, um fator de contribuição para melhorar a pesquisa.

Não existe uma receita exata para a construção de um artigo, mas acredito que seguindo as dicas citadas acima, seja um início e uma maneira de minimizar as dificuldades, e digo mais, depois que vocês tomarem o gosto pela pesquisa, nunca mais vão querer deixar de estudar algo ou um objeto, e elaborar artigos científicos.

Outro aspecto importante a se pensar, está relacionado ao periódico no qual você está disposto publicar. Para quem desconhece, periódicos são revistas científicas, compostos por diversos artigos, separados e organizados por áreas. De acordo com a Qualis Capes, existem periódicos A1, A2, B1, B2, B3, B4, B5 e C sendo A1 com maior pontuação e C menor pontuação. Caso vocês tenham interesse em conhecer os periódicos e suas classificações, deixo o link para acesso:
https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/veiculoPublicacaoQualis/listaConsultaGeralPeriodicos.jsf , e também coloco-me a disposição para responder qualquer dúvida que vier surgir.

Espero que tenham gostado, e que esse post venha ajudar muito vocês.

Ficam os meus endereços eletrônicos para sugestões e comentários:
                


Beijos, Marianne!

Aproveite para nos acompanhar nas nossas redes sociais:

Comentários

  1. Mari, você arrasou neste post. Orgulho de ter você na nossa equipe!! Parabéns!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Coloque aqui sua dúvida, sugestão, opinião... obrigada por acessar o blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Mostra Casa Chapecó traz conceito Urban Style – Morar inteligente, onde o essencial é a tendência

O morar bem exige sofisticação e elegância junto à funcionalidade. A Mostra Casa Chapecó vem para inspirar e traz como conceito o Urban Style – Morar Inteligente, onde o essencial é a tendência. Em sua primeira edição, o evento de arquitetura, decoração e paisagismo apresenta o estilo prático e refinado de se morar, com a mescla entre o moderno e o antigo, pautados no conceito que tomará conta dos ambientes da Mostra.
            De acordo com o coordenador de execução de obras da mostra e sócio da Ahazô Marketing e Eventos, João Paulo Santos, o evento vai mostrar elegância e modernidade aliado a personalidade das ruas para a residência. “A casa também pode ser o escritório, pois permite abrigar espaços artísticos e intelectuais de maneira integrada, reconectando com o centro da cidade e trazendo o jardim para dentro, com móveis minimalistas, mas funcionais”. Ressalta ainda que na Mostra, antiguidades e artigos contemporâneos se intercalam e o antigo encontra o novo.
Além de trazer as …

Em alta: Subway Tiles (Azulejos de metrô)

Já faz algum tempo que os subway tiles vem reconquistando seu espaço. Seja em banheiros, cozinhas e até outros ambientes, eles contrapõem os coloridos ladrilhos hidráulicos, e se diversificam nas novas formas de paginação. Com um aspecto mais simples porém não menos charmoso, se torna urbano, romântico, divertido, diferente. Um revestimento que está sendo usado de diversas formas.  Sua origem podemos dizer que veio dos subsolos/metrôs, principalmente de Paris e londres, e invadiram as residencias e comércios.


Encontramos ele presente também em um estilo de decoração que também está muito em alta, a decoração escandinava (veja aqui), com variedades de tons são aplicados em diversos ambientes. Retangulares nos dão várias opções de paginação, horizontal, vertical, diagonal... Sem contar que a escolha da cor do rejunte também influenciará sua intenção no projeto. O tradicional é o rejunte escuro, criando um estilo retrô e relembrando sua aplicação nos metrôs. Mas é possível também inovar…

CASACOR SC 2017, edição de Florianópolis, anuncia suas estrelas

A CASACOR SANTA CATARINA 2017 acontece de 10 de setembro a 22 de outubro, no casarão da Praça Getúlio Vargas, antigo Asylo de Órphãs São Vicente de Paulo da IDES (Irmandade do Divino Espírito Santo). Um imóvel centenário tombado pelo município, que já foi ocupado pelo IPUF, Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis. Ao todo serão 28 ambientes divididos em 3 pavimentos com espaços que vão desde 20m2 a 170m2.  Grandes nomes da arquitetura catarinense confirmaram presença neste grande evento.
Reconhecida e definida como a maior e mais completa mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas, a CASACORtraz este ano como tema, o “Design mais perto das pessoas”, com projetos, soluções e ideias dos melhores profissionais do segmento, que levarão ao consumidor a preocupação com o design e sua função, forma, experiência e sobrevivência no cenário atual.
Com o foco no essencial, os franqueados Luiz e Francis Bernardo receberam a missão de transformar o imóvel centená…