Pular para o conteúdo principal

Universidade de Virgínia - arquitetura e simbolismo


Olá pessoal!!

Estou lendo um livro maravilhoso "A relevância da arquitetura" de Paul Goldberger (logo vai ter vídeo falando sobre ele). E hoje vim compartilhar com vocês uma parte que achei bem interessante sobre o campus original da Universidade de Virgínia, concebida por Thomas Jefferson.
Projetada quando Jefferson tinha 74 anos, "a aldeia acadêmica", como ele gostava de chamá-la, consiste de suas fileiras paralelas de cinco cadas clássicas, chamadas pavilhões, ligadas por calçadas com colunatas baixas, dispostas ao longo de um vasto gramado de magníficas proporções. Na cabeceira do gramado, presidindo toda a composição, fica a Rotunda, uma estrutura em domo cujo desenho se baseia no Panteão Romano. 
Cada Pavilhão foi projetado de acordo com um motivo clássico diferente, de modo que o conjunto constituiu um curso virtual de arquitetura clássica: o caráter direto e a simplicidade da ordem dórica e a riqueza da coríntia podem ali ser comparados em uma espécie de fuga jeffersoniana sobre variações clássicas. Tal como Jefferson a concebeu, a Rotunda funcionava como biblioteca, em um esplêndido exemplo de simbolismo, já que ele transformou a forma dedicada à homenagem de deuses antigos em um templo dedicado ao livro, dando-lhe em seguida um lugar de honra na composição.
 Há ali ainda outros tipos de simbolismo: os pavilhões, no seu grande estilístico, marcam de certa forma o início da tendência norte-americana de pinçar elementos históricos, adaptando estilos do passado segundo sua conveniência. Os pavilhões, sede originais das faculdades (atrás dos quais ficavam as acomodações dos estudantes), eram ligados pelas colunatas representando o caráter comunitário da universidade.
O lugar inteiro é uma lição, não apenas em termos de ensino didático das ordens clássicas, mas também em mil outras maneiras mais sutis. No fundo, a Universidade de Virgínia é um ensaio sobre o equilíbrio - entre o mundo da construção e o mundo natural, entre o indivíduo e a comunidade, entre o passado e o presente, entre a ordem e a liberdade, Há ordem nos prédios, liberdade no gramado - entretanto, à medida que as construções ordenam, definem e encerram o grande espaço aberto, este concomitantemente lhes empresta sensualidade e riqueza, Nem as construções nem o gramado teriam sentido um sem o outro, e o diálogo que travam é uma composição sublime.
O gramado apresenta-se em terraços, descendo gradativamente à medida que se afasta da Rotunda, o que acrescenta ritmo à composição. É um cômodo que tem o céu por teto: conheço poucos lugares ao ar livre em que seja possível sentir tão intensamente o espaço arquitetônico.
 Nas construções de Jefferson manisfestam-se ainda outros tipos de equilíbrio: entre a frieza gelada da pedra pintada de branco e o calor avermelhado do tijolo, entre a suntuosidade da ordem coríntia e a contenção da ordem dórica, entre o ritmo das colunas ao longo do gramado e as massas dos pavilhões. À luz do fim da tarde, tudo isso pode mexer com o coração, e sentimos que aquela luz, dançando nas colunas, tornando os tijolos macios e magníficos, é palpável, Há uma beleza impressionante, mas também uma absoluta clareza. Torna-se evidente que Jefferson criou tanto uma abstração total como uma expressão literal e notável de uma ideia, A arquitetura raramente foi tão segura de si, tão criativa, inventivas e descontraída quanto ali,
Referência texto: A relevância da Arquitetura - Paul Goldberger. Capítulo 1.

Mais imagens:




 O que acharam da obra e do texto?

Bisou, Helo.

Comentários

  1. Olá, eu gostaria de perguntar se esse texto, está igual o do livro de referência ou você alterou algo?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Coloque aqui sua dúvida, sugestão, opinião... obrigada por acessar o blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Em alta: Subway Tiles (Azulejos de metrô)

Já faz algum tempo que os subway tiles vem reconquistando seu espaço. Seja em banheiros, cozinhas e até outros ambientes, eles contrapõem os coloridos ladrilhos hidráulicos, e se diversificam nas novas formas de paginação. Com um aspecto mais simples porém não menos charmoso, se torna urbano, romântico, divertido, diferente. Um revestimento que está sendo usado de diversas formas.  Sua origem podemos dizer que veio dos subsolos/metrôs, principalmente de Paris e londres, e invadiram as residencias e comércios.


Encontramos ele presente também em um estilo de decoração que também está muito em alta, a decoração escandinava (veja aqui), com variedades de tons são aplicados em diversos ambientes. Retangulares nos dão várias opções de paginação, horizontal, vertical, diagonal... Sem contar que a escolha da cor do rejunte também influenciará sua intenção no projeto. O tradicional é o rejunte escuro, criando um estilo retrô e relembrando sua aplicação nos metrôs. Mas é possível também inovar…

Mostra Casa Chapecó traz conceito Urban Style – Morar inteligente, onde o essencial é a tendência

O morar bem exige sofisticação e elegância junto à funcionalidade. A Mostra Casa Chapecó vem para inspirar e traz como conceito o Urban Style – Morar Inteligente, onde o essencial é a tendência. Em sua primeira edição, o evento de arquitetura, decoração e paisagismo apresenta o estilo prático e refinado de se morar, com a mescla entre o moderno e o antigo, pautados no conceito que tomará conta dos ambientes da Mostra.
            De acordo com o coordenador de execução de obras da mostra e sócio da Ahazô Marketing e Eventos, João Paulo Santos, o evento vai mostrar elegância e modernidade aliado a personalidade das ruas para a residência. “A casa também pode ser o escritório, pois permite abrigar espaços artísticos e intelectuais de maneira integrada, reconectando com o centro da cidade e trazendo o jardim para dentro, com móveis minimalistas, mas funcionais”. Ressalta ainda que na Mostra, antiguidades e artigos contemporâneos se intercalam e o antigo encontra o novo.
Além de trazer as …

CASACOR SC 2017, edição de Florianópolis, anuncia suas estrelas

A CASACOR SANTA CATARINA 2017 acontece de 10 de setembro a 22 de outubro, no casarão da Praça Getúlio Vargas, antigo Asylo de Órphãs São Vicente de Paulo da IDES (Irmandade do Divino Espírito Santo). Um imóvel centenário tombado pelo município, que já foi ocupado pelo IPUF, Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis. Ao todo serão 28 ambientes divididos em 3 pavimentos com espaços que vão desde 20m2 a 170m2.  Grandes nomes da arquitetura catarinense confirmaram presença neste grande evento.
Reconhecida e definida como a maior e mais completa mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas, a CASACORtraz este ano como tema, o “Design mais perto das pessoas”, com projetos, soluções e ideias dos melhores profissionais do segmento, que levarão ao consumidor a preocupação com o design e sua função, forma, experiência e sobrevivência no cenário atual.
Com o foco no essencial, os franqueados Luiz e Francis Bernardo receberam a missão de transformar o imóvel centená…