Abóbada, domo ou cúpula - quais as diferenças?

By Heloise Travain - julho 25, 2016

Olá pessoal!! 

No post de hoje vamos aprender um pouquinho da diferença entre abóbada e domo/cúpula. Elementos que fazem parte da linguagem arquitetônico, e que você estudante e/ou profissional ouvem e leem muito. Quando fiz a disciplina de teoria e história da arquitetura pude aprender um pouco mais e saber as diferenças entre elas, por isso hoje vim compartilhar bem rapidinho com vocês!!

Duomo.
Abóbada - Telhado ou teto de forma arqueada, feito de pedra, tijolo ou telha. A abóbada de berço é um simples semicírculo; as abóbadas mais complexas são feitas de que funcionam em intersecção, mais fortes e capazes de cobrir maiores distâncias: abóbadas de arestas ou abóbadas de berço com interseções; abóbadas de nervuras, que são abóbadas góticas pontudas; e abóbadas em leque, versões mais elaboradas e ornamentadas das abóbadas de nervuras.
(Fonte: A relevância da Arquitetura - Paul Goldberger).

Abóbada de nervuras. 
Abóbada de berço e abóboda de aresta.
Abóbada em leque.
Domo ou cúpula - Telhado esférico oval ou poligonal, na verdade uma espécie de abóbada, usado para definir o espaço dentro de uma construção e criar um perfil marcante no exterior. Quem primeiro usou domos foram os romanos, que davam preferência a uma forma baixa, circular, mas depois essas peças se tornaram chave na arquitetura renascentista e neoclássica - tanto assim que o termo coloquial para muitas catedrais renascentistas italianas, como a de Florença, é "duomo". A pequena estrutura redonda muitas vezes colocada no alto do domo se chama lanterna. 
(Fonte: A relevância da Arquitetura - Paul Goldberger).

Catedral de São Carlos Borromeu, localizada em São Carlos (São Paulo), Brasil.
Hôtel des Invalides.
Domo da Rocha
Espero que tenha ajudado! Mais dúvidas deixem nos comentários!!

Bisous,

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Coloque aqui sua dúvida, sugestão, opinião... obrigada por acessar o blog.