Sou Designer de Interiores!

Olá pessoal! Hoje é dia do designer de interiores, e eu tenho muito orgulho de ser uma. Esse ano fez 5 anos em que me formei, e hoje vim falar um pouquinho para vocês o que eu acho dessa profissão.

Tudo começou quando me formei em 2008 no Ensino Médio, e então sonhava em fazer jornalismo, porém por alguns motivos decidi esperar meio semestre para ver se realmente era isso que queria. Nesse tempo comecei a pesquisar cursos técnicos para ver se valeria apena eu fazer um curso de menos duração antes de decidir qual profissão queria seguir. Não me lembro como foi que encontrei, mas vi que tinha um curso Técnico de Design de Interiores no IBDI que iria abrir turmas em agosto de 2009 e que era um curso presencial de segunda à sexta, durante 1 ano. Fiquei interessada, mesmo sem ter mínima ideia do que um designer de interiores fazia, e então super rápido decidi que iria fazer o curso para ver se gostava da área.
Me lembro do primeiro dia de aula, tinha muitos alunos, teve que dividir em duas salas, e então começaram as apresentações, me sentia perdida no meio da turma, mas logo já me enturmei e se iniciou uma nova fase na minha vida. Um universo criativo, cheio de ideias, opções, coisas que eu nem imaginava que existia.
Fomos conhecendo as matérias, professores, e nossa como sou grata por cada professor que tive, até hoje tenho contato com alguns deles, que estão sempre dispostos a ajudar no que precise (O Heron, um dos meus favoritos hoje me dá aula na faculdade de arquitetura). Quando vi já estava apaixonada por essa profissão, por esse novo mundo.
Me formei em 2010, com muita alegria, e com os melhores colegas. Foi uma noite de muita festa.
Acabei não trabalhando na área assim que me formei, mas em 2012/1013 comecei a fazer projeto de interiores. Hoje trabalho com o blog e também faço projetos de interiores residenciais e comerciais. E para ampliar mais minha profissão estou cursando arquitetura e urbanismo.

Na loja Spengler Decor.
         Bom, o que posso falar sobre a profissão é que ela é encantadora. Te oferece milhares de opções. É muito bom você poder realizar sonhos, ou pelo menos ajudar eles a se realizarem. Como falei tive ótimos professores, o que faz toda diferença. Você não precisa ser expert em desenho, ou conhecer tudo de materiais, mas tem que ter interesse, aprender um pouco de tudo, para então se dedicar com o que você mais se identificou.
O mercado de trabalho é amplo, mas também concorrido. Tudo vai depender das oportunidades e de você, como em qualquer profissão.
Você pode ter seu próprio escritório, trabalhar em lojas de móveis, decoração, revestimentos, marcenarias, empresas de paisagismo, etc.

Tem muito o que falar dessa profissão. Se você tem alguma dúvida, deixe nos comentários que faço outro post respondendo.

Bisous,

Gaveta Legrabox – leveza e minimalismo nos detalhes

Bontempo acaba de lançar uma nova linha de gavetas a Legrabox.


Com muita leveza e sofisticação as gavetas trazem harmonia e beleza a todos os espaços.
O modelo Legrabox, da Blum, tem capacidade para suportar até 40kg, a gaveta, e até 70kg o gavetão. Além disso, possui largura útil de 43 milímetros. Possui um eficaz sistema de amortecimento, com maior suavidade na abertura e fechamento, além de fixação magnética para acessórios internos.
A Legrabox pode vir nos acabamentos: Cinza Orion, Inox, Branco Seda, Marron Havana e Preto Terra. 
As novas gavetas Legrabox trazem o requinte a sofisticação para dentro de sua casa.





Sobre a Bontempo

Desde início de 2011 a Bontempo está no mercado de Balneário Camboriú e região e já conta com uma carteira de clientes sólida e muitos parceiros fidelizados. Oferece infinitas possibilidades para cada projeto, desenvolvendo móveis personalizados de acordo com a necessidade de cada cliente e tem como Visão “Ser a marca mais admirado do setor moveleiro da região”.
O endereço da loja é de fácil acesso e visibilidade, possuindo 10 vagas privativas. Com um amplo showroom com mais de 800m², todos os ambientes estão finamente expostos e decorados, ricos em detalhes e perfeito acabamento, como cozinhas, dormitórios, home theaters, banheiros e ambientes comerciais, o que permite maior entendimento do produto e percepção de valor da marca. A franquia conta com uma equipe altamente capacitada, e para garantir um resultado de alto padrão, cada etapa do processo é acompanhada pessoalmente pelos franqueados, que se dedicam integralmente ao negócio.
Nosso principal pilar é focado no relacionamento e nossa maior preocupação é o bom atendimento e a satisfação do cliente e do especificador em todas as etapas da venda.

Endereço: Quarta Avenida, 1373
Balneário Camboriú-SC
Fone: (47) 3345-1313
www.bontempo.com.br

Fonte: Contacto Comunicação.
Bisous,


Novas coleções Tok&Stok para as festas de fim de ano

Lindas né? No domingo fui na Tok&Stok no Balneário Shopping e a loja estava toda decorada, encantadora! As composições para estavam lindas, amei a Cosmic Nigth e a Divine Lux!

Bisous,

Decor - Mesa, um lugar precioso


Sempre fui apaixonada por mesas bem arrumadas, decoradas e o melhor feita com amor. É muito prazeroso quando chegamos na casa de alguém e encontramos a mesa preparada para nos receber bem, e é muito bom fazermos o mesmo quando recebemos pessoas em nosso lar. Mas e o nosso dia-a-dia como funciona? Preparamos com o mesmo amor e dedicação a mesa para a nosso família, os que moram com nós? Em muitos casos isso não acontece, e acabamos demonstrando algumas vezes um carinho maior para os de fora do que os de dentro de casa. 

A mesa é um lugar precioso, e a maioria das pessoas não sabem disso. É na mesa que nos aprofundamos nos relacionamentos, interagimos e temos um tempo a mais com quem faz parte de nossa vida. Além disso  segundo Devi Titus (autora do livro A experiência da mesa), ficamos mais inteligentes, mais fortes, mais saudáveis e mais felizes quando fazemos refeições juntos à mesa com nossos familiares e amigos. 


Com a vida que a maioria das pessoas levam ultimamente, cheias de trabalho, estresse, cansaço, é quase impossível separarmos um tempo para nos reunirmos à mesa, cada um come no seu trabalho, no caminho para a faculdade, etc. Porém quando tomamos a decisão de tirarmos no mínimo uma refeição diária para desfrutarmos de momentos com nossa família, isso com certeza mudará o seu dia.

Para isso, hoje, escolhi o café da manhã ou da tarde, como uma das refeições que você pode escolher para caprichar e surpreender sua família. Talvez o café da manhã seja mais fácil por todos estarem em casa no mesmo horário. Mas uma café da tarde bem organizado no sábado ou domingo com certeza irá alegrar a casa.

Separei algumas imagens de composição de mesa para vocês se inspirarem. Por aqui também vou começar a investir mais e tornar esses momentos preciosos e prazerosos. As imagens são do Blog Vida de Casada.

Não tem espaço na mesa? Deixe tudo preparado em um aparador ou buffet.





E você já tem esse hábito de arrumar a mesa não somente para as visitas, mas para os de casa? Nos conte!

Bisous,

Arquitetura - Árvore dentro de casa


Cada dia mais estamos trazendo o verde para dentro de casa. Talvez por estarmos cansados da correria do dia-a-dia que nos deixa cada vez mais afastados do nosso natural. Com isso várias opções estão sendo pensadas e executadas, desde um pequena horta, um jardim vertical, jardim de inverno e agora as próprias árvores.
O que antes era considerado um "problema" na hora de projetar e construir uma casa, hoje, tem sido um destaque. As árvores tem sido bem vindas, trazendo vida, aconchego e tranquilidade em um ambiente.
Mas, é preciso ter cuidado, e fazer todo um projeto pensando na manutenção, ventilação, iluminação e muitas outras condicionantes, porém vale a pena todo o esforço, o resultado é encantador!
Ela pode ser o destaque central, como fazer parte de toda uma composição, tendo assim até mais de uma. Outra opção bem legal é fazer ela ser o centro da casa, distribuindo todas as outras necessidades ao seu redor, tornando o local, um lugar de convivência e encontros.

Veja alguma opções:

Na varanda.
Parte central.
Utilizando os galhos.

Jardim Central. 
Jardim de inverno, mais árvores distribuídas pelo ambiente. 

Encantador né? O que você acha de projetos assim?

Referências:

Bisous,

Coleção Casa Vogue PortoBello


Hoje o post é para quem assim como eu é apaixonado por revestimento, e ama peças exclusivas. Nesse ano de 2015 a Casa Vogue comemora 40 anos, e com eles uma série de comemorações. Uma das primeiras a ser reveladas foi a parceria com a Portobello onde foi desenvolvida uma linha de revestimentos cerâmicos. A coleção foi lançada no começo do ano na Expo Revestir, e você talvez até já conheça, mas, para quem ainda não conhece e quer ser inspirar nessa onda Art Deco é só conferir aqui!

Stefano Galli, da Portobello, e Taissa Buescu em
frente à parede com o modelo Déco Blanc.
Inspirada no movimento Art Deco, de linhas simples e dinâmicas, com berço parisiense. Esse movimento buscava o “espírito novo”, o moderno, e influenciou a linguagem arquitetônica e de design com reflexos nos tempos atuais. Com objetivo puramente artístico e decorativo, a Art Deco influenciou também a  arquitetura de cidades americanas como Nova York, Chicago, Miami, São Paulo no Brasil e, claro, Paris. Interpretada em azulejaria contemporânea nas cores preto e branco, a Linha Casa Vogue Portobello é um acessório para decoração de todos os ambientes da casa. Funciona como papel de parede, para detalhes de mobiliário e para personalizar lavabos, cozinhas e onde mais a criatividade permitir.

Criados pela diretora de redação Taissa Buescu, juntamente com a editora de estilo Adriana Frattini e a designer Tammy Takenaka, os motivos gráficos e o formato sextavado da coleção permitem infinitas composições, podendo ser utilizados em todas as áreas da casa, do banheiro ao living.

Conheça a coleção:

DECO BLANC 20×20 BOLD 
                     DECO NOIR 20×20 BOLD
                 EIFFEL BLANC 20×20 BOLD
EIFFEL NOIR 20×20 BOLD



Apaixonante né? Sem contar nas diversas composições que podem ser feitas!

Referências:

Bisous,

A igreja e a capela que se tornaram belas casas modernas


Já imaginou morar dentro de uma igreja ou capela? Isso é possível, e o melhor de tudo com cara de lar! Vamos conhecer uma igreja e uma capela que depois de uma boa reforma se tornaram belas casas modernas. 
A primeira imagem é da antiga capela em Forest-in-Teesdale, Inglaterra, Reino Unido. Mantende seu exterior histórico, a capela passou por uma "conversão" no interior, projeto executado pelo escritório Evolution Design.
Foi projetado um mezanino para os quartos, para que os ambientes não ficassem apertados. Dessa forma acomoda sete pessoas.
Um dos cuidados foi preservar o estilo gótico, para isso persianas personalizadas foi a escolha para manter os detalhes da capela. 



A segunda é uma antiga igreja em Chicago, que foi transformada em uma casa para uma família com três crianças. O projeto dos escritórios Linc Thelen Design e Scrafano Architects, conseguiu mesclar o moderno com os vitrais originais e outros elementos já existentes, tornando a casa funcional e linda.
Para unificar os espaços foi utilizado uma paleta de cores neutras nos ambientes. Os vitrais históricos ganham destaque através da escolha de um estilo mais minimalista na escolha dos móveis e sua composição.
O projeto final deu a casa sete quartos e seis banheiros, fora os outros ambientes sociais.




Lindas né? Não da vontade de morar nelas? Qual foi a sua preferida, nos conte!

Referências e mais informações:

Bisous,

Entrevista com Bruno Faucz

Bruno Faucz e a poltrona Nonno.
O evento Garden Week realizado no Casa Hall Shopping há quase um mês, nos proporcionou grandes momentos de aprendizagem e oportunidade de conhecer referenciais da arquitetura e design. E um deles, foi o designer catarinense  Bruno Faucz, que sim já tínhamos visto seu trabalho em várias mídias, porém conhece-lo pessoalmente foi incrível. Uma pessoa simples, humilde, porém muito criativa, com um talento incomparável, um dom de Deus. Já participou do Paris Design Week, iSaloni, Brasil SA, ICFF em NY, DW design Week, entre outros, também é um dos 32 designers brasileiros homenageados no pavilhão do Brasil na EXPO Milano 2015.
Entramos em contato com ele alguns dias após o evento e ele aceitou gentilmente conceder uma entrevista exclusiva para o blog, e que vocês vão conferir agora! Logo após a entrevista terão algumas fotos de alguns dos seus produtos (foi difícil escolher), para você poder entender um pouco mais do trabalho excelente de Bruno Faucz.

archlife: O que te motivou a cursar design?
Bruno Faucz: Desde muito pequeno gostava de desenhar, nunca havia desenhado mobiliário ou casas, mas sempre criativo, desde pequeno. Quando tive de decidir o que iria estudar para me formar em um profissão, eu tinha uma certeza, precisaria ser na área criativa. Prestei vestibular para Publicidade de Design de Mobiliário, optei por design de Mobiliário e hoje não consigo me imaginar em outra área, me apaixonei pela profissão no início da faculdade.

AL:O que mais te inspira no processo criativo de um produto?
BF: Qualquer coisa a qualquer momento pode inspirar, acredito que o designer precisa ser essencialmente um curioso, assim sempre estará em busca de novidade, então a inspiração poderá encontrar seu caminho a qualquer momento.
Mas há algo que inspira muito mais que minha profissão, que inspira minha vida que é o sacrifício de Jesus Cristo na cruz pela vida da sua criação, nós.

AL: Quais são suas referências de designers brasileiros?
BF: Minha maior referência do desenho brasileiro é o Sergio Rodrigues, um mestre que colocou a cara do desenho brasileiro para o mundo. Obviamente muitos outros fizeram isso também, Joaquim Tenreiro, Jorge Zalszupin, Zanine Caldas até a gerações mais recentes como Paulo Alves, Carlos Motta e ainda as atuais com Zanini de Zanine, Jader Almeida, Sergio Matos e tantos outros que tem feito do design brasileiro uma referência para o mundo.

AL: Como você vê o design no Brasil?
BF: Vejo um panorama muito promissor, as fabricas estão tendo mais consciência do que realmente é design, não apenas uma casca ou um “desenho bonito”, mas algo que pode fazer parte da estratégia da empresa. As lojas e consumidores estão consumindo com mais consciência, isso tem fortalecido a profissão e os profissionais dedicados ganham espaço no mercado diante dessa situação. Percebo também profissionais mais conscientes, que estão buscando entender tudo o que envolve o “projetar”, sabendo que é necessário dominar desde a engenharia de um produto, para que o produto possa ser factível, até a comercialização da peça, por exemplo.          

AL: Qual foi a sensação ao ver seu primeiro produto executado?
BF: É incrível até hoje, cada peça que sai do papel traz a mesma sensação de alegria da primeira, ver ao vivo o que nasceu em um traço em uma folha de papel é muito bom. Saber que aquilo irá para a casa das pessoas e fará parte do dia a dia de muita gente é fantástico.

AL: De todas as suas criações, qual foi a mais desafiadora?
BF: Uma das mais desafiadoras para chegar à execução conforme o projeto foi a Pilão, pois é uma peça toda torneada e com muitos ângulos diferentes na execução. O encosto todo estofado em couro, com costuras arredondadas foram um desafio também, pois a execução precisava ser perfeita para que estas costuras ficassem alinhadas. Se algum destes detalhes não fossem bem executados a peça perderia seu valor.

AL: Qual a sua visão sobre o mercado catarinense para o design?
BF: Bons designers tem se revelado em Santa Catarina, Jader Almeida é o maior exemplo, já consagrado. Minha amiga Renata Moura que hoje mora em SP faz trabalhos incríveis com diversas empresas, ela é a criadora da famosa Brastemp retro, mas para mim a sua peça mais icônica é o banco Goma que já foi bastante premiado.
No universo das empresas, temos fábricas incríveis com destaque no Brasil e no mundo, neste ano em Milão 2 das 4 empresas brasileiras que expuseram no iSaloni eram Catarinenses, após isso estas empresas expuseram também em NY. Com relação as lojas, Balneário Camboriú tem se estabelecido como um núcleo fortíssimo, com excelentes lojas que estão promovendo o design com perfeição.

AL: Como foi participar do Paris Design Week?
BF: Foi incrível, em 2014 foi minha primeira exposição internacional, o convite veio direto da Galerie Joseph, galeria de arte que participa do roteiro oficial da semana de design por lá. Após isso expus em Milão no iSaloni, Brazil SA e EXPO, seguindo para NY na ICFF onde tive uma peça destacada como um dos principais projetos pelo badalado blog Design Milk. Por último este ano estive novamente com a Galerie Joseph.

AL: A poltrona Bag está exposta no Pavilhão do Brasil na Expo Milão 2015. Como surgiu essa parceria?
BF: Recebi um contato do escritório Arthur Casas, eles me informaram que fariam um espaço homenageando 32 designers brasileiros. Neste momento me convidaram para participar com a poltrona Bag, obviamente aceitei o convite com honras. A peça está compondo o pavilhão do Brasil em Milão desde o dia 1 de maio e estará em exposição até dia 31 de outubro.

AL: Você ainda tem algum produto para ser lançado em 2015?
BF: Devo lançar alguns complementos da Linha 14Bis e uma mesa de jantar com a Toca da Movelaria. Mas muitas peças novas estão em fase de finalização para lançamento no início de 2016, peças que serão lançadas com a Tissot, Moora, Dona Flor, Nova Home e Móveis James.

AL: Qual sua mensagem para estudantes de designer?
BF: Faça seu trabalho com amor, busque ver design além de desenho, procure ver como um processo entendendo tudo que faz parte do momento de criar algo, dominar estes processos é essencial, assim você será capaz de estar a frente no mercado. Um produto com bom design gera negócios, e bom design não é apenas um produto bonito, mas sim uma peça que foi pensada em todas as etapas, desde a sua execução na indústria, até a sua comercialização.
Muito importante, tenha paciência, ouça as pessoas, você pode aprender com todas elas. O designer não é o dono da verdade, ele projeta para os outros, assim qualquer opinião pode ser bem vinda, filtre com sabedoria as informações. Não tenha como principal meta “ganhar dinheiro”, ele é consequência de um trabalho bem feito.
Aparador 14bis.
Pilão: Peça desenhada após algumas pesquisas com o objetivo de estudar objetos que já fizeram parte da história da cultura brasileira. O café acabou sendo alvo do estudo, faz parte da mesa de todo e qualquer brasileiro desde 1727 quando foi introduzido no país pelos franceses. O pilão era uma ferramenta usada para moer muitas grãos e está relacionado ao trabalho manual de um café de qualidade feito artesanalmente. Este objeto serviu de inspiração para o desenho da Poltrona Pilão, que pode ser claramente percebido no desenho dos pés da peça, sobretudo nos pés frontais. iSaloni, Brasil SA Milano, ICFF NY 2015.
Camp: Existe algo  mais brasileiro do que a improvisação? Este é um termo que considero de forte brasilidade, temos um povo criativo, que mesmo sem recursos, sempre dá um jeito de criar e conseguir as coisas que quer! Esta peça buscou inspiração na improvisação, usando elementos que remetem a um viajante aventureiro ou um acampamento… Podemos descrever a peça com esta simplicidade: Um “saco de dormir” amarrado a um “cavalete”, sobre uma almofada, pronto, agora é só sentar e curtir! Lembranças como viagens e aventuras fazem parte da “emoção” do produto. iSaloni, Paris Design Week, ICFF NY 2015.
Bag: Dw design week, EXPO Milano 2015.
Patagônia: Desenvolvida para a SACCARO, a poltrona Patagônia é inspirada no habitat e cultura da região argentina; uma peça que valoriza a madeira combinada ao couro. O móvel faz alusão às cavalgadas, forte prática turística da Patagônia, revelando detalhes característicos como as costuras presentes nas celas, suas amarrações a abotoaduras.
Gostaria de agradecer mais uma vez ao Bruno Faucz pela entrevista. Que Deus continue te abençoando e te dando muito sucesso em tudo o que fizer!

Fonte imagens e informações site Bruno Faucz.
Instagram: @brunofaucz

Bisous,

DESCOBRINDO AS CORES | GUIA DE CORES | EP 1

Olá pessoal!!! Hoje dou início a nossa primeira série de vídeos lá no canal!, o GUIA DE CORES!! Serão 5 vídeos, toda segunda-feira d...