As novas tintas!


Graças à tecnologia, elas estão mais funcionais e inspiram a tarefa de pintar a casa – veja quais são as novidades.

Imagine se, além de colorir as paredes, a tinta também pudesse purificar o ar retirando gases nocivos à saúde do ambiente e devolvendo oxigênio. Ou mais: ao bloquear sinais wi-fi, impedisse hackers de invadir computadores e roubar informações pessoais. Parece distante? Pois essas tecnologias já existem – algumas delas dependem apenas de tempo até chegar às lojas e ao alcance do consumidor. Das primeiras inovações, que transformavam superfícies em quadros imantados ou em lousas escolares, muita coisa aconteceu. A boa notícia é que a pintura agora é uma atividade fácil, rápida e cheia de atributos tecnológicos.

1.Hiperlavável e sem compostos orgânicos voláteis, a Ecológica (Tintas Renner) violeta vale R$ 98,50 (3,6 litros), na Ideal Center Tintas. 2. Diante da luz negra, a Spray Premium Luminosa, da Lukscolor, brilha no escuro. O tubo laranja (350 ml) custa R$ 16. 3. A 5 em 1, da Eucatex, pinta, impermeabiliza, sela, combate microorganismos e elimina microfissuras. Vale R$ 49,90 (3,6 litros) na cor verde-lima. 4.Por impedir a multiplicação de micróbios, a Tinta higiênica (Universo) é ideal para espaços que pedem limpeza extra. Na cor menta, vale R$ 80 (3,6 litros). 5. Com baixo odor, a Suvinil AntiBactéria reduz até 99% das bactérias nas paredes por dois anos. Custa R$ 81 (3,24 litros) no tom tutti-frutti. 6. Manchas como as de Ketchup e café não afetam áreas cobertas pela Super Lavável (Coral). A lata com 3,2 litros da versão chá dançante custa R$67.

Para compor o mix de listras que evidencia o hall deste apartamento paulistano, o arquiteto Antonio Ferreira Junior se inspirou na alfaiataria lúdica do designer de moda inglês Paul Smith, ele elegeu alguns tons da paleta de tendências para 2012 da Suvinil e definiu as larguras das faixas no computador (de 5 a 20 cm) – delimitadas nas parede por fita crepe. A cor de fundo é a erva fina e as demais são azul-piscina, bala de uva,; carvão, crisântemo-amarelo, lápis –lazúli, mata virgem, níquel, rosa-chiclete, preto, rosa vermelha, veleiro e verde-bandeira. Com acabamento acetinado, a suscetível aos respingos.

1.Até mesmo cores escuras alcançam boa cobertura com apenas uma camada da MaxiCril Uma Demão. Na cor cereja, a tinta sai por R$ 95 (7,2 litros). 2. A tinta esmalte da Alessi tem base de água e baixo odor. Na cor verde-colonial, vale R$ 45 ( 3,6 litros). 3. Com secagem rápida e cobertura superior, a Clima Tempo (Sherwin-Williams) pode ser aplicada até em dias chuvosos. R$ 250(18 litros) na cor terracota  outono. 4. Basta uma demão com pistola para o Esmalte Sintético Alto Sólidos da Anjo tintas, cobrir toda a superfície. Apenas branco, vale R$ 85 (3,6 litros). 5. À base de água, a Acrílico Ultra, da Maza, é sem cheiro e emite poucos compostos orgânicos voláteis. O tom azul-atlântico, custa R$ 117 (18 litros).

Os pedidos dos clientes ainda são a maior fonte de inspiração para as indústrias. “A qualidade das tintas vendidas no Brasil não deve nada a de produtos americanos e da Europa. Isso prova a maturidade tanto da indústria nacional quanto do consumidor”, avalia Franco Faldini da DowCoating Materials, que fornece matérias-primas para os fabricantes. O ciclo de prosperidade da construção civil também impulsiona o crescimento do setor. “O desafio agora é orientar o usuário sobre a pintura ser uma boa forma de garantir a manutenção da casa”, observa  Gisele Bonfim, gerente técnica e de meio ambiente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas. E esse cuidado prova-se melhor quando o produto escolhido incorpora os avanços e as técnicas mais recentes. Números da entidade mostram que o crescimento das tintas padrão Premium é maior que o das standard e econômica. Entre lançamentos que apostaram na inovação está a tinta spray Camaleão, da Mundial Prime, que muda de tom conforme ângulo de visão – de cada uma das quatro cores básicas derivam outras duas. Destaque no item saúde, a Suvinil AntiBactéria é a primeira a receber aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) por dificultar a proliferação de bactérias no ambiente durante dos anos, Já a Sherwin-Williams amenizou a dificuldade de pintar em dias úmidos e criou a Clima Tempo, que pode pegar chuva depois de 30 minutos sem manchar.

Esta parede em São Paulo já havia sido pintada com tinta própria para azulejos quando o SuperLimão Studio fez ali uma intervenção psicodélica. “Parece um cubo mágico” diz o Sergio Cabral. Eles mesclaram as tendências da Coral ao compor retângulos e quadrados. “Marcamos as áreas com fita crepe seguindo as placas cerâmicas” fala. Entre as 20 cores eleitas estão turquesa, vermelho picante, floresta do norte, inverno azul, rosa vivo e couro amarelado. O grupo usou tinta acrílica Super Lavável de alto rendimento e baixo odor.

Créditos: http://casa.abril.com.br/

Beijos Helo.
Hinteriores.








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coloque aqui sua dúvida, sugestão, opinião... obrigada por acessar o blog.

DESCOBRINDO AS CORES | GUIA DE CORES | EP 1

Olá pessoal!!! Hoje dou início a nossa primeira série de vídeos lá no canal!, o GUIA DE CORES!! Serão 5 vídeos, toda segunda-feira d...